quarta-feira, 22 de agosto de 2007

"Este Parte Aquele Parte"





Cantar de emigração (Este Parte, Aquele Parte)

Música: José Niza


Intérprete: Adriano Correia de Oliveira

Este parte, aquele parte
e todos, todos se vão
Em Galiza ficas sem homens
que possam cortar teu pão
--- " ---
Tens em troca órfãos e órfãs
tens campos de solidão
tens mães que não têm filhos
filhos que não têm pai
---"---
Coração que tens e sofre
longas ausências mortais
viúvas de vivos mortos
que ninguém consolará

"Trova do Vento que Passa"


Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.
---"---
Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das água
se os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.
---"---
Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.
---"---
Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.
---"---
Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio -- é tudo o que tem
quem vive na servidão.
---"---
Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.
---"---
E o vento não me diz nada
Ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.
---"---
Vi minha pátria na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.
---"---
Vi navios a partir
(minha pátria à flor das águas)
vi minha pátria florir
(verdes folhas verdes mágoas).
---"---
Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.
---"---
E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.
---"---
Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.
---"---
E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.
---"---
Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.
---"---
Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

(Manuel Alegre)

terça-feira, 21 de agosto de 2007

"Verde Eufémia" ao Serviço do "Esclarecimento"



Uma organização penso que ambientalista chamada de "Verde Eufémia" desenvolveu uma acção de protesto no passado fim de semana na herdade da Lameira. Sejam quais forem os princípios invocados quanto aos alegados benefícios ou malefícios das culturas transgénicas e por mais que possamos condenar o facto de estas culturas estarem a ser desenvolvidas em Portugal não será desta forma que se deve protestar. A violação de propriedade privada é sem duvida uma violação da lei. E a lei deve de ser respeitada. Existem muitas formas de chamar a atenção para o problema. Até porque a solução terá sempre de passar pelo esclarecimento junto das populações e muito especialmente dos agricultores por forma a demonstrar-lhes os malefícios que este tipo de culturas trazem. Ouvi as palavras de um dirigente do Partido Ecologista Os Verdes. Segundo Vítor Cavaco, o facto de serem "contra a utilização de OGM", não os leva a serem favoráveis "a acções deste género". O mesmo dirigente considera que "as coisas não devem ser levadas a cabo desta forma nem desligadas da população". Concordo. Miguel Portas, dirigente do BE ao seu estilo habitual veio defender esta intervenção, justificando que os OGM "deveriam de ser discutidos pela sociedade Portuguesa". Ora se as discussões deste(s) senhor(es) são desta forma, não há duvida que todos nós ficamos mais esclarecidos.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Abandono dos Emigrantes Portugueses


O Governo pretende encerrar muitos dos consulados que têm espalhados pelo mundo fora. Todos nós sabemos que Portugueses seremos talvez mais lá fora a viver e a trabalhar do que propriamente cá dentro, em Portugal. Só para dar um exemplo em França os consulados que o Executivo do PS pretende encerrar, abrangem uma zona geográfica superior ao território Português, prestando serviços a mais de meio milhão de portugueses. Ou seja estes Portugueses terão de se deslocar até Paris e juntar-se assim aos cerca de 1 milhão que vivem nesta cidade. Imaginam o que era se agora de um momento para o outro o Governo encerrasse os serviços públicos do Porto e os concentrasse numa outra cidade do País a 300 Km.

Os imigrantes não podem ser vistos apenas pelas remessas que enviam para Portugal. Os Portugueses espalhados por este Mundo merecem uma outra atenção. Para além de terem de se deslocar para outros países, para assim poderem ganhar o pão de cada dia, visto aqui não encontrarem trabalho, o governo deveria ter mais respeito por esta gente, pois ao imigrar estão a fazer um jeito enorme á economia Portuguesa. Enviam as respectivas remessas de dinheiro e aliviam ainda a taxa do nosso desemprego que já é um dos maiores da Europa.

Esta politica economicista do Estado não pode deixar ao abandono assim os Portugueses, quer vivam em Portugal ou no Estrangeiro.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

O sobe e desce da Bolsa Portuguesa



Ainda não entendi muito bem porque todos os dias somos bombardeados com a informação da Bolsa. Já repararam que nas rádios e nas televisões cada vez se dá mais destaque ao PSI 20 Português, e ao sobe e desce das acções das nossas miseras empresas cotadas na nossa "Bolsinha". Até parece que a maioria dos 10 milhões de Portugueses não têm mais nada com que se preocupar. Isto deve de ser um gozo para as verdadeiras Bolsas existentes no mundo, Tóquio, Nova Yorque, etc. Somos os macaquinhos de imitação, não queremos ficar nunca atrás dos grandes.
-As bolsas portuguesas hoje acompanham a tendência Europeia de descida, a mais acentuada foi a do BCP, que perde 2,2%. A EDP está estável. Blá, blá, blá, blá....
Quem não ouviu já isto todas as manhãs quer na rádio, quer na televisão. Fazem-se ligações directas ao "Palácio da Bolsa". Muito importante este tipo de informação. Então de manhã a maioria daqueles que vivem quase na miséria precisam de saber se o BCP hoje subiu ou desceu, é que disso depende o que vão comer ao almoço ou se eventualmente comerão ao jantar. E muitos ficarão a saber se o seus salários chegarão até ao dia 15 ou se eventualmente no dia 16 terão ainda um 1 euro para gastar.
Mas como sempre eu digo... cada um têm aquilo que merece. E nós Portugueses estamos mesmo a merece-las.

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

E o "Rio" Aqui tão Perto


Uma das coisas boas que têm a internet é que de um momento para o outro estamos a falar com o mundo todo, conheces gente de raças e culturas diferentes. Partilhas experiências e conheces mais um pouco da cultura dos outros. Isto sim faz sentido: esta é a verdadeira globalização que deveria de ser feita e não a outra, a que visa o interesse do grande capital o lucro, o dinheiro.

Vêm isto a propósito da minha nova amiga que tenho do outro lado do Atlântico. Ela têm enriquecido o meu conhecimento daquilo que de bom se faz por aquelas bandas. Isto sim vale a pena. Sensivél, com uma cultura de fazer inveja a qualquer um, ela representa para mim aquilo que deveria ser o verdadeiro intercâmbio cultural. Estou feliz porque a ter conhecido. Partilhamos os dois o gosto pela musica de Jorge Palma. Foi isso que nos aproximou e fez nascer esta amizade.
Espero sinceramente que consigas levar o "nosso" Jorge a Terras de Vera Cruz, tal como te propões fazê-lo.
É bom esta Globalização do conhecimento "Pá"!!!

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Doentes de Alzheimer cada vez mais isolados



Mais uma para agravar ainda mais o estado da saúde dos Portugueses. O Ministério da Saúde através de um despacho, obriga a que sejam apenas os neurologistas ou psiquiatras a receitar os medicamentos para os doentes que sofrem com a doença de Alzheimer a fim de obterem assim a respectiva comparticipação dada pelo Serviço Nacional de Saúde. Devem de estar a brincar. Segundo o Despacho os médicos de família podem passar as respectivas receitas só que estas têm de ser pagas na totalidade pelos doentes, a menos que estes doentes, ou os seus familiares obtenham receitas passadas por médicos especializados. Que país este. Ora se a doença está diagnosticada para quê ter de marcar consultas com estes médicos especialistas? Sei que é preciso o respectivo acompanhamento médico pelos ditos especialistas, mas daí a serem eles os únicos a passar este tipo de receitas para assim se obter a respectiva comparticipação, penso não estar correcto. Pensemos no interior do país. Pessoas com baixos recursos terão de marcar consultas com especialistas. E quanto tempo estão á espera ?? Já é tão difícil arranjar consultas nos meios urbanos quanto mais no interior. E os tão apregoados cuidados continuados. Onde estão eles ???
Não se compreende como o Ministério da Saúde não inclui a doença de Alzheimer na lista de doenças crónicas. Será por uma questão de poupança ? Só pode. O que estão a fazer é que muitos dos doentes pagam na totalidade os seus medicamentos. Mas quem têm dinheiro pouco se importa. Agora quem não o têm, sofre.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Recordar





Passam hoje precisamente 62 anos sobre o lançamento da 1ª bomba nuclear. Esta foi lançada sobre a cidade Japonesa de Hiroshima. 6 de Agosto de 1945. Uma data que o mundo não esquece. Sobreviventes, habitantes, visitantes e autoridades de todo o mundo cumpriram um minuto de silêncio em honra das vítimas às 08h15 (00h15 em Lisboa), hora a que o bombardeiro americano "Enola Gay" largou a bomba nuclear sobre Hiroshima. Morrem mais de 140 mil pessoas naquele dia e nos meses seguintes devido ao rebentamento da bomba. Ainda hoje os seus efeitos se fazem sentir.
Três dias depois, a 9 de Agosto de 1945, outro avião americano largou uma bomba de plutónio sobre a cidade de Nagasaki, provocando a morte a mais de 80 mil pessoas. Foi assim que os EUA mostraram ao mundo quem é que mandava. Depois disso muitas outras atrocidades foram cometidas, sempre ou quase sempre executadas pelos mesmos, sempre com o intuito de subjugar outros países ao “eixo do bem” . Neste triste dia recordemos então aqueles que morreram, aqueles que sofreram depois e que ainda hoje sofrem sem que nunca tenham percebido o Porquê de tanta Maldade.
E ainda nos vêm falar de Terrorismo. Os verdadeiros Terroristas do mundo sempre foram aqueles que disfarçadamente procuram a Paz , fazendo a Guerra.
Apetece-me dizer “ Vós que lá do vosso Império; Prometeis um mundo novo; Calai-vos que pode o Povo; Querer um mundo novo a Sério.” Eu quero.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Bom Fim de Semana c/ boa Musica



"Há Sempre alguêm que Resiste, Há Sempre alguêm que diz Não"

O Cupido do Amor


Agora sim já sabemos a quem o Zê faz falta. O Zê faz falta ao Costa. Este namoro que há muito tempo vêm sendo cozinhado entre o BE e o PS deu em casamento, pelo menos para CML. Porém já se fala que este acordo poderá ser extensivo para as legislativas de 2009. O cupido mandou a seta e acertou em cheio nos "revolucionários" do Bloco. Estes querem então chegar ao poder fazerem acordos com aqueles que se dizem da Esquerda Moderna. Um casamento perfeito.
Parece que temos de reformular as nossas ideias. No século XXI ser "revolucionário" e pertencer á Esquerda Moderna é estar de acordo com politicas, que como temos verificado, têm vindo a colocar na mão do capital parte do aparelho produtivo Nacional, deixando os pobres cada vez mais pobres e os ricos cada vez mais ricos. Não sei bem onde está a diferença entre esta Esquerda e a Direita. Uma coisa posso dizer e depois de ouvir o Srº Bagão Felix dizer "Nem nós quando estávamos no Governo, nos lembraríamos de fazer o que o Governo do PS está a fazer com as Leis Laborais" fico com a sensação de que existem diferenças, mas para pior.
Como podem estes senhores ditos de uma Esquerda avançada concordar com tais coisas. Estes senhores do BE fazem-me lembrar as festas de caridade organizadas pelas senhoras da alta sociedade " Ai coitadinhos dos pobrezinhos, vamos lá dar uma esmolinha". Depois da festa passada ficam com a consciência menos pesada, fizeram a sua boa acção. Assim são estes ditos Pseudo-Intelectuais com a mania. Há-já paciência para aguentar estes fulanos.

Mas ainda há aqueles que são coerentes e não se vendem por cargos políticos. É nesses que deposito as minhas esperanças, pois fazem-me acreditar que os verdadeiros revolucionários ainda existem continuando a lutar e a acreditar numa verdadeira sociedade mais justa.

Coitados dos Lisboetas, agora que o Zê já lá está, é ver isto a andar para traz!!!!!!!